quinta-feira, 13 de outubro de 2011

CHURRASQUEANDO A MODA GAUCHA, TCHE!

Depois da turma da Grafar (Lista de Grafistas Gaúchos do Yahoo, da qual faço parte) tirar bastante sarro de mim, porque misturei na mesma "wok" charque (carne-seca), brócoles e abóbora, resolvi fazer um típico churrasco gaúcho aqui no meu apartamento em Campinas. Antes de tudo, degustei os presentes que ganhei dos quadrinhistas Byrata (Xiru), Elias, Orlando Fonseca e Máucio (Riso Grande do Sul, Penápolis), Guazelli (Demonios), Rafael (Artur - Piolhos invaders), Dennis Oliveira (Capoeira Negro), Gilmar Fraga (no catálogo do Salão de Humor de Lima), Henrique Madeira e Greice Pozzatto (Cruzaltino), Alisson Affonso, Bruno, Everton Cosme, Fabiano e Jayme (Sky9), Marcel, Bicio, Marcel Ibaldo, Milton Soares, e a turma do Quadrinhos S.A (Quadrante X) pra entrar no clima dos Pampas! Ouvir um pouco do grupo musical "A la pucha", também ajuda. Eles tocam que é uma barbaridade!

PASSO 1:
Colocar o avental do Cartucho, o grande evento Quadrinhistico de Santa Maria que re. Esta é condição "sine-qua-non" para começar um bom churrasco. Carne boa também é importante: chorizo argentino, filet mignon suíno e lingüiça suína de primeira. Tudo aqui, nesta pequena grelha de "apertamento" (que nem de perto chega aos pés da Big Churrasqueira "prime" do Máucio's Bar em Santa Maria).

PASSO 2:
Facão de gaúcho. De preferencia, dois afiados...

PASSO 3:
Tu olha pra carne, ela olha pra ti. E então já definimos quem é que manda no pedaço.

PASSO 4:
Se alguém se aproximar, tu mostra quem manda no pedaço de novo. Como diria Tarzan, o rei das selvas: Krigha-bandolo!
Te fresqueia, guri! Pra pilotar a churrasqueira apenas um, sem democracia nem palpites de "como se assa a carne"...

PASSO 5:
No tempero, apenas sal grosso. Tu deixa a gordura queimar, mas mantendo a carne tenra, sangrenta e suculenta. Se a carne não estiver vermelha, se o bezerro não estiver mugindo, não estará boa.

PASSO 6:
Fatia o chorizo e garante que o danado está vermelho.
O cheiro já deve ter tomado conta do apartamento e os vizinhos já devem estar se roendo de inveja.
Não ligue. Só cuide pra não babar na carne. A salivação aumenta muito nessas horas.

PASSSO 7:
Aí é só alegria, pode sorrir, que a carne está pronta.

PASSO 8:
Thaís já estava forrando o estômago com salada e vinagrete. Radichi ela só gostava quando era novinha, agora que cresceu não gosta mais de amargo. Vai demorar pra gostar de chimarrão...

PASSO 9:
Corta a carne vermelha de sangue e come tudinho. Thaizinha aprovou, mas nem quis olhar pro fotografo. Os olhos estavam fixos no objeto do desejo: carne sangrenta, como o gaúcho manda!

4 comentários:

Cruzaltino disse...

Salve mestre Bira!!!

Greice e eu analizamos teu comportamento, ultimamente, e só podemos chegar a um diagnóstico: Tu estás sofrendo de abstinência pós-cartucho!
Freud explica! rsrsrsrs

Fantástica tua HQ em parceria com o Mario Cau! Quem sabe, sabe, né? Fazer o quê...

Um abração, mestre!!!
Nos veremos no próximo Cartucho, quem sabe?

Bira disse...

Grandes Greice e Henrique, podem crer que o diagnostico esta' certíssimo.
Preciso urgente ir ao menos ate' o Parana' (rs)!

siqueira disse...

Opa... eita biraaaaa!!! quanto tempo cara, até que pelas fotos vc da para um bom churrasqueiro kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!

tu és gaúcho tchê!!!

como adanm as coisas parceiro?

abraços

Sika

Alisson Affonso disse...

Vai ter que comprar uma estante nova para os livros!
Creio que tú acabou ficando que nem vampiro quando morde o primeiro pescoço...a churrascada, não saí mais da cabeça!
Alisson Affonso